Games 4Evil! - Tudo sobre games

Novidades, análises, prévias e mais sobre jogos


    Medieval 2: Total War

    Compartilhe

    BlackMORE


    <b>Jogo Favorito</b> Jogo Favorito : Half-Life 2
    <b>Data de inscrição</b> Data de inscrição : 08/03/2011
    <b>Mensagens</b> Mensagens : 1406
    <b>Pontos</b> Pontos : 1046
    <b>Avaliações Positivas</b> Avaliações Positivas : 67
    <b>Frase</b> Frase : Shitty wizard!
    <b>Status</b> Status :
    Online
    Offline

    Medieval 2: Total War

    Mensagem por BlackMORE em 2/7/2011, 23:41

    Medieval 2: Total War
    De Batalhas intensas a traições exageradas



    “Medieval 2: Total War apresente um salto gigantesco da série, desde ao tamanho das batalhas (e do espaço no HD) ao mapa de campanha, que se expande durante sua dinastia”

    A Era Negra...

    A Idade Média foi um inferno na terra, desde a privação do conhecimento á batalhas sangrentas e desentendimentos.
    Medieval 2: Total War trouxe essa época com mais precisão histórica em certo locais do que outras, como Portugal no mapa antes do tratado que separava de Castile & Leon (que se chama Espanha no jogo desde o início), a falta e Impérios e a imprecisão histórica é nítida na Península Ibérica, a falta de Reinos como Aragão deixa o jogo menos histórico do que deveria ser. Apesar disso, o mapa e as nações foram bem feitas, o mapa no estilo Civilization, por turnos, podendo ver os morros, montanhas, árvores e até neve. Os exércitos são representados por bonecos gigantes no mapa, cada um com o estandarte (espécie de bandeira contendo o símbolo de seu Império) e com as cores correspondentes a sua facção.
    Nenhum Império tem seu terreno por completo como a história fala, alguns terrenos tem Rebeldes, essa “nação” se separou do Império por não gostar do novo rei ou do governos tornando rebeldes, são fáceis de dominar, porém eles podem fazer com que seu exército vire contra você, mas falaremos disso depois. Quando se toma uma cidade ou castelo rebelde de outro Império (exemplo, a França dominar rebeldes espanhóis), o outro Reino poderá atacá-lo para tomar seu antigo território.
    Outra coisa interessante é o mapa de campanha em relação ao mapa de batalha, vou dar um exemplo, o Império Bizantino encontra os Turcos, que estão em guerra contra vocês, dependendo do local de onde irão se enfrentar, o mapa varia, se encontrarem no mapa de campanha onde tem muitas árvores, o mapa de batalha terá muitas árvores, se tiver um morro no mapa de campanha, também terá no mapa de batalha, o que torna mais interativo.
    O seu Império pode ter dois tipos de locais, castelo ou cidade. Castelos tem unidades melhores e é tem maior defesa, com muralhas mais fortes, portões mais reforçados, torres, etc... Cidades dão mais lucro, que se tiver pouco, o jogador terá derrota certa, pois os exércitos tem manutenções altíssimas, mas Cidades podem recrutar soldados, assim como castelos darem lucro, apesar de ser menos. Também é possível construir fortes, para defender um locar ou passagem importante.

    Avancem e matem esses porcos!

    As batalhas são o marco do jogo, não apenas pelos gráficos, mas pela interatividade e a dependência de ser um bom estrategista.
    A começar pela luz, que brilha nas armaduras, escudos e espadas dos soldados, a sombra é bem feita e os soldados que quebram o esquema de clonagem tão usado nos RTS. Quando digo “quebram o esquema de clonagem” é que os soldados tem diferença entre eles, cada soldado tem um escudo, armadura, rosto, bigode, cabelo, são 200 unidades, e cada uma dessas unidades no campo de batalha tem diferença. Até o Capitão ou um Membro da Família que tem uma armadura diferente ou veste uma roupa bem diferenciada. Além disso, antes da batalha, o comandante faz um discurso para animar seu exército, que nem sempre são educados, principalmente contra rebeldes.
    Existem 3 tipos de batalha: Campais, que ocorrem num local sem construções, de Cerco, onde se deve atacar ou defender uma cidade ou castelo e navais, que infelizmente não é possível jogar, apenas deixar o computador calcular o resultado.
    As batalhas de campo podem ocorrem dependendo de onde os exércitos se encontraram, então, o jogador pode esperar 3 vezes que o tempo “mude”, se estiver chovendo, pode esperar para dar sol, ou piorar e dar névoa. Em seguida, arruma o exército em uma área determinada pelo computador. Pode ter mais de um comandante na batalha, caso o exército encontrem dois comandantes próximos. Geralmente, um exército fica em outro local para tentar atacar de outra direção, o jogador pode jogar com um exército e deixar o PC controlar outro, quando se encontrar muitos soldados de outros comandantes que seu PC não suportaria na tela, eles não entrarão em campo. Isso mesmo, se você está controlando o exército numa batalha de 3500 homens no total e seu computador suporta uns 4000, se o reforço ultrapassar desse número, eles não entrarão em campo, então o jogador tem é obrigado a diminuir os gráficos para tentar jogar com tudo que tem direito. O mais estressante é quem tem um PC que suporta os gráficos máximos pode ter 10.000 unidades ao máximo num campo de batalha (e eu com meus 3000 quando uso tudo que tem direito).
    As batalhas de cerco são as mais interessantes, primeiro é necessário tem unidades que destruam muralhas como catapultas ou aríetes, também pode-se usar escadas e torres para invadir os muros e matar os arqueiros que estão lá, destruir o portão ou acompanhar um muro se despedaçando, e existem pe quenas cenas durante uma batalha, elas ocorrem quando se abre os portões, destrói uma parte da muralha para passar o exército ou quando o general é morto.
    As batalhas tem o sistema de moral, que salva a vida dos exércitos em desvantagem. Vou dar um exemplo meu, estava com 650 soldados contra 1250 e mais 150 de outro capitão.
    Derrota? Não! O jogo oferece várias formas de vencer graças a moral do exército, que quando chega a muito baixa, eles fogem. Para isso, pode-se atirar flechas de fogo para intimidar o adversário, pois imagine numa chuva de fogo e seus parceiros berrando de fogo, porém nem tudo é perfeito, pois tem um maior tempo para recarregar, jogar resto de !@#$% nos soldados, é isso mesmo, jogar restos podres para deixar um cheiro insuportável para o inimigo, além de deixa-los cansados, fazendo o exército inimigo correr atrás da cavalaria e ficarem exaustos. Por fim, cerca-los, mesmo que eles estejam em maioria e matar o comandante ou fazê-lo fugir, assim os soldados que estarão desolados com a morte, vão acabar fugindo, pois sua grande fonte de inspiração acabou por ser morta. E eles fogem, apesar de estarem em maioria, a mente humana não suporta o desespero, e na fuga, os cavalos esmagam os soldados que fugiram.
    Bom, nesse pequeno trecho vemos inúmeras táticas e estratégias do jogo, a moral é o fator mais importante na batalha, um exército, mesmo em maioria, se estiver cansado ou abalados, irão fugir, por isso vemos centenas de soldados correndo, é quando esquecem da pátria e começam a lutar pela própia vida. Quando um grupo de exército está fugindo, o estandarte pisca em branco, se estiver lutando apenas para sobreviver, piscará em vermelho.
    Mas nem tudo é perfeito, por exemplo, as flechas de fogo, mesmo na chuva ou vento, não tem qualquer efeito, e numa batalha de cerco onde você está se defendendo, o inimigo larga seus equipamento de cerco e fica parado, é, parado, esperando que você ataque, apesar de você ser o defensor.

    O Mundo é Meu... OH WAIT! Que Diabos é América?
    O jogador, após de um tempo jogando, recebe a mensagem de um “novo mundo”, é aquele mesmo que você está pensando. As Américas!
    Apesar de ter apenas os Astecas e povoações rebeldes, o jogador pode explorar todo o continente, inclusive, tem cidades como Fortaleza (mas já?).
    O jogador tem uma espécie de “Sim City” Medieval, o jogador deve construir edifícios para aumentar a renda e para recrutar unidades. Pode construir estradas para se locomover melhor e ter mais recursos em movimento, minas, plantações e fazendas para ter alimento, quanto mais alimento, mais uma cidade sobrevive ao cerco, também precisa construir bares e igrejas para aumentar a felicidade do povo e ele não se rebelar contra você, isso aumenta o número de natalidade e após um tempo, pode-se ampliar a cidade construindo uma muralha, quanto melhor a muralha, melhores unidades e melhor renda. Quando um exército inimigo fica no seu território, ele destrói estradas e diminui o comércio.

    Peraí mano, a gente é amigo...
    A diplomacia, no modo geral, é boa, mas depois de algumas horas, vemos algumas falhas críticas. Exemplo, ficar aliado de um Reino superior ao seu é como dizer para a banana que ela não fique podre. Não adianta. Poucos casos em que não recebe ataques de aliados, parece que eles estão nem aí se você tem 200 princesas casadas com os generais deles, se eles tiverem vontade, irão atacar.
    Um dos pontos fortes da diplomacia é necessário levar um Diplomata para uma cidade, capitão ou comandante para começar a negociar. Pode abrir direitos comerciais, pedir dinheiro, ameaçar, pedir terreno, ou até entrar em guerra com outro império e tentar tornar seu vassalo, assim ganhará aliança, direitos comerciais e uma parte dos lucros ao seus cofres. Também pode usar princesas, que além de tudo pode casar com outros generais, se for bem sucedida, o general será de seu Império, porém, a princesa poderá ser enganada e o casamento acabar falhando, ou simplesmente fazer do casamento uma aliança.
    Também tem as unidades especiais, como espiões, que conforme sua qualidade, pode espionar exércitos, cidades ou castelos, aliás, espiões podem causar o caos onde ele passa, assassinos, que podem matar Reis, Generais, Capitães e até o Papa, além de poder sabotar e destruir edifícios, padres, que convertem a população para sua religião, podem virar o Papa e mercadores, que podem comercializar produtos que aparecem no mapa.

    (Imagens in-game)
    Conclusão
    Medieval 2: Total War é um jogo muito bem feito, apesar de algumas falhas, o jogo tem detalhes que deixam o jogo mais envolvente. A expansão Kingdoms foca em alguma região, como as Ilhas Britânicas ou as Américas. Pode prender um jogador por horas ou apenas uma pancadaria com verdadeiros Fatalitys, com soldados dando voadeiras e caindo no chão pelo soldado superior.

    Notas:
    Gráficos: 9,5
    Jogabilidade: 9,0
    IA: 7,5
    Precisão Histórica: 8,0
    Áudio: 9,0
    Geral: 8,6 Muito Bom!!

    (Logo postarei uma batalha minha \o/, para mostrar algumas das funções interessantes do jogo ^^)


    killer_sd


    <b>Data de inscrição</b> Data de inscrição : 24/08/2010
    <b>Mensagens</b> Mensagens : 2755
    <b>Pontos</b> Pontos : 2719
    <b>Avaliações Positivas</b> Avaliações Positivas : 25
    <b>Status</b> Status :
    Online
    Offline

    Re: Medieval 2: Total War

    Mensagem por killer_sd em 3/7/2011, 19:53

    vamos matar alguns porcos franceses? :ria*: :ria*: :ria*:

    BlackMORE


    <b>Jogo Favorito</b> Jogo Favorito : Half-Life 2
    <b>Data de inscrição</b> Data de inscrição : 08/03/2011
    <b>Mensagens</b> Mensagens : 1406
    <b>Pontos</b> Pontos : 1046
    <b>Avaliações Positivas</b> Avaliações Positivas : 67
    <b>Frase</b> Frase : Shitty wizard!
    <b>Status</b> Status :
    Online
    Offline

    Re: Medieval 2: Total War

    Mensagem por BlackMORE em 3/7/2011, 19:55

    Não posso no momento, estou matando alguns idiotas espanhóis
    :ria*:

    killer_sd


    <b>Data de inscrição</b> Data de inscrição : 24/08/2010
    <b>Mensagens</b> Mensagens : 2755
    <b>Pontos</b> Pontos : 2719
    <b>Avaliações Positivas</b> Avaliações Positivas : 25
    <b>Status</b> Status :
    Online
    Offline

    Re: Medieval 2: Total War

    Mensagem por killer_sd em 3/7/2011, 19:58

    e eu alguns nazistas bastardos, mas isso é outra historia :ria*:

    BlackMORE


    <b>Jogo Favorito</b> Jogo Favorito : Half-Life 2
    <b>Data de inscrição</b> Data de inscrição : 08/03/2011
    <b>Mensagens</b> Mensagens : 1406
    <b>Pontos</b> Pontos : 1046
    <b>Avaliações Positivas</b> Avaliações Positivas : 67
    <b>Frase</b> Frase : Shitty wizard!
    <b>Status</b> Status :
    Online
    Offline

    Re: Medieval 2: Total War

    Mensagem por BlackMORE em 3/7/2011, 20:00

    @killer_sd escreveu:e eu alguns nazistas bastardos, mas isso é outra historia :ria*:

    Mesmo porque o Sacro Império Romano já foi dominado
    :ria*: :ria*: :ria*:

    Witor


    <b>Data de inscrição</b> Data de inscrição : 05/08/2010
    <b>Mensagens</b> Mensagens : 2725
    <b>Pontos</b> Pontos : 4959
    <b>Avaliações Positivas</b> Avaliações Positivas : 165
    <b>Status</b> Status :
    Online
    Offline

    Re: Medieval 2: Total War

    Mensagem por Witor em 4/7/2011, 08:08

    Mais uma óptima análise. Apenas ficaria melhor as coisas mais espaçadas e o texto justificado.







    BlackMORE


    <b>Jogo Favorito</b> Jogo Favorito : Half-Life 2
    <b>Data de inscrição</b> Data de inscrição : 08/03/2011
    <b>Mensagens</b> Mensagens : 1406
    <b>Pontos</b> Pontos : 1046
    <b>Avaliações Positivas</b> Avaliações Positivas : 67
    <b>Frase</b> Frase : Shitty wizard!
    <b>Status</b> Status :
    Online
    Offline

    Re: Medieval 2: Total War

    Mensagem por BlackMORE em 4/7/2011, 09:58

    Obrigado Witor, depois irei editar, agora estou num amigo meu usando o IE. Chorei pra chegar atá aqui. HAUASHHUSAASHUSHSAUH.
    E a batalha, eu não postei ontem por 2 motivos: o bug da IA que não ataca e descobri que Portugueses e Espanhóis são mais patriotas do que se imagina, estou sem munição pros arqueiros e meu exército está cansado, e o Rei Português chegou na batalha... Algo me diz que eu irei perder...

    Lucas


    <b>Data de inscrição</b> Data de inscrição : 02/08/2011
    <b>Mensagens</b> Mensagens : 389
    <b>Pontos</b> Pontos : 78
    <b>Avaliações Positivas</b> Avaliações Positivas : 0
    <b>Frase</b> Frase : ...
    <b>Status</b> Status :
    Online
    Offline

    Re: Medieval 2: Total War

    Mensagem por Lucas em 3/8/2011, 09:45

    ótima analise :bravoplease:

    Conteúdo patrocinado

    Re: Medieval 2: Total War

    Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 15:59


      Data/hora atual: 2/12/2016, 15:59